Reduzir e reutilizar são os dois princípios base do projeto que junta 27 empresas e entidades do sistema científico e universitário
Jornal "Expresso"
15 Outubro 2021
Um consórcio liderado por 13 empresas do setor têxtil avançou com um projeto para a utilização otimizada da água em contexto industrial, no valor de 25 milhões de euros.
A candidatura de união pela poupança da água, apresentada no âmbito do PRR - Plano de Recuperação e Resiliência, junta as têxteis Adalberto, Albano Morgado, Riopele, Fitecom, Valerius, JF Almeida, Tintex, Domingos Sousa & Filhos, Acatel, Crispim Abreu, ATB, Rifer e Tinamar, oito empresas de sectores relacionados - Adventch, Joteck, Smart Separation, Aquitex, Castro Pinto & Costa, JMC, Bluemater e Enkrott - e, ainda, as universidades do Porto, Minho e Beira Interior, CITEVE, INESC e INESCTEC.

O projeto "prevê reduzir drasticamente a utilização de água nos diversos processos de produção da indústria têxtil e ainda a reutilização daquela que entra nesse processo, o que permitirá a utilização cada vez em menor quantidade de novos fluxos", explica o Jornal T, da Associação sectorial ATP

O objetivo é "ser um ponto de partida para disseminar por outros utilizadores”, numa lógica de produção de conhecimento para o futuro, avança Braz Costa, diretor-geral do CITEVE.

E um dos trunfos do grupo é o facto de as 13 têxteis líderes do consórcio representam toda a tipologia de processos de tinturaria, estamparia e acabamentos, bem como as diversas tipologias de estruturas têxteis e composições de fibras.
Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi